segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Irritada? EU?

Essa coisa da irritação fácil, falta de paciência É UM PROBLEMA. Tem dias que acontece isso: o dia está lindo, eu dormi bem e, por algum motivo, acordo virada nas tamancas. Fico sem paciência e acabo ferindo pessoas que estão perto de mim... Por que será que isso acontece? Seria fácil botar a culpa na esclerose, mas acho que o buraco e mais embaixo.

Não tente botar a culpa em nada nem em ninguém e aceite que somos humanos. Isso pode acontecer por uma serie de motivos: uma simples dor de cabeça pode ser o desencadeamento para esse "mau humor".

Então você tem que tomar uma providência: acordar cedo, colocar seu CD predileto e cantar em alto e bom tom. Se cantar mal também não faz mal; o ditado diz que quem canta seus males espanta! Então, faça uma anotação mental e SEMPRE que sentir que está a ponto de se irritar por nada, comece a cantar na sua cabeça. Se você for trabalhar, não se esqueça disso.

Num dia de folga ou no fim de semana vá passear na praia, no Jardim Botânico ou sente-se num café. Aprecie um pássaro cantando, as cores da cidade ou pegue um bom livro.

Na verdade, não existe motivo para ficar no mau humor. Se pessoas te irritam, mude o disco. Nunca se lamente ou fique sentindo pena de si mesma/o. Poderia ser bem pior, e se fosse pior. Sacode a poeira e dê a volta por cima.

Pensando nisso, me lembrei das 3 irmãs que são cegas e moram em Campina Grande. Um exemplo!

Dá uma olhada: "A pessoa é para o que nasce"

Um beijo & paz,

Luise

10 comentários:

  1. Prezada Luise,
    Na verdade existe algo que a maioria dos seres humanos ignoram e que soubessem faria uma diferença enorme nas relações humanas . É a realidade do mundo mental. Nossa mente é o lugar onde habita pensamentos de varias indoles e o pensamento é uma entidade vida com vontade propria. Na verdade quando estamos irritados é porque ixiste um pensamento de irritação em nossa mente que nos faz atuar de acordo com o pensamento que governa nossa mente naquele momento. Muitas vezes uma notícia que influencia nosso estado interno nos deixando otimista, pessimista , triste, feliz ou com ,medo... Nossa mente é como uma praça publica que entra e sai qualquer pensamento e só podemos mudar essa história criando defesas mentais...conhecendo nosso mundo interno, conhecendo a mente humana, dessa forma, selecinando os pensamentos, é que podemos governar nossa mente e nossa vida. Pra finalizar gostaria de dizer que existe uma Ciencia que ensina como fazer isso e se vc. se interessar posso te enviar um livro gratuitamente. Abs,

    Lincoln

    ResponderExcluir
  2. Olá Luise...
    Me pergunto se esse é um sentimento exclusivo para portadores de EM.
    Fui diagnosticada há 4 meses e confesso que a maior mudança foi meu humor. Controlá-lo tem sido uma luta! rsrsrs
    Tb fiz um blog para desabafar e poder contar mais sobre essa louca experiência. Se quiser dar uma olhada: http://emeumundogirou.blogspot.com/

    Fique forte...

    Abraços Ana Clara

    ResponderExcluir
  3. Esse tal de mau humor é realmente um problema.
    É incrível como o caminho do dia pode ser mudado por uma porção de segundos gastos com uma bobagem qualquer ou uma lembrança que-não-foi-chamada pra estragar boas horas do nosso dia.
    Não há segredo para ficar Zen, nós que vivemos em cidades enlouquecidas e temos rotinas ainda mais doidas. Também acho que pensar naqueles que penam (na nossa opinião) mais do que a gente, com deficiências, pobreza e fome, só ajudaria a coisa degringolar de vez. Talvez a grande sacada seria parar, respirar, abrir os olhos e PERCEBER: Ops, ainda tô aqui! Então bora fazer o MELHOR que eu puder por mim, por você e por eles.
    Um grande beijo!

    CHRISTIAN FRANCIS BRAGA - Professor, músico e escritor (São Paulo)

    ResponderExcluir
  4. Louise é engraçado como a vida é tão intensa né? Há momentos que ficamos atônitos de tanta felicidade, empolgação. De repente a momentos que nos deixam atônitos de tanta infelicidade, tristeza e angústia. A vida de todo mundo é assim, e não somo bipolar não!(rsrsrsr) Um coisa que me ajuda a enfrentar problema é pensar que o inverso da insatisfação, da angústia, da tristeza e do nervosismo sempre vem. E quando ele vier saberemos aproveitá-lo. Continue positiva na sua vida que você sempre será feliz.Eu visitei seu blog através de uma notícia na globo.com, desejo sucesso na busca de seu filho e no tratamento de sua doença. Não seu sua religião, mas lembrei de um texto que te reconfortará muito: Isaías 33:24.

    ResponderExcluir
  5. "Na verdade, não existe motivo para ficar no mau humor. Se pessoas te irritam, mude o disco. Nunca se lamente ou fique sentindo pena de si mesma/o. Poderia ser bem pior, e se fosse pior. Sacode a poeira e dê a volta por cima".

    Li e Gostei! É isso aí, a vida é muito curta.

    Marco

    ResponderExcluir
  6. Luise, li uma reportagem sobre você no G1 de hoje!
    Tenho uma amiga que tem esclerose múltipla e conseguiu estacionar a doença com um tratamento a base de vitamina D, com o Dr. Cícero Galli Coimbra - SP.
    Eu estive presente em uma consulta e observei casos já CURADOS por esse médico! O tratamento não é caro, precisa de disciplina ao tomar as dosagens da vitamina D.
    Desejo saúde, sorte e sucesso pra você!
    Seu filho é lindo!
    Acredite sempre em Deus!!
    bjkas.
    http://amigosdacura.ning.com/video/tranquilidade-sol-e-vitamina-d?xg_source=activity

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Oiii, li sua reportagem, adorei ter noticias suas.
    Para que ter mau humor se a vida é muita curta, temos que aproveita
    la ao máximo.
    A inciativa de criar um blog foi expetacular, seja bem vinda ao mundo das blogueiras, se precisar de uma ajudinha meu blog é:
    jpmulheresnainformatica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Luise, vi uma reportagem que você precisa de ajuda. Gostei do que você escreveu nos textos. Se precisar de alguma ajuda manda e-mail para albertofoliveira@terra.com.br

    ResponderExcluir
  10. 0i,Louise,meu nome e Irenilda,sou de GO.Ha dois anos descobri que tenho EM.vi sua reportagem e me senti muito emocionada pela sua coragem e força.so quem tem essa doença e que sabe o que passa pela nossa mente.fico feliz por vc ter levantado essa bandeira ,que ate entao ninguem fala sobre essa doença na midia esclarecendo-as.vc e uma pessoa iluminada que Deus ajude vc ter seu filho de volta! tenho a mesma idade sua,tenho um filho de 11anos o nome dele e Victor.bjs.

    ResponderExcluir